Qual a diferença que você tem que os outros não tem? Quais adjetivos estão espalhando por aí sobre você?

Por Silvia Beraldo

Vivemos em uma era de excessos onde a informação disponível é como uma avalanche entre palavras, símbolos, cores, marcas, produtos, pessoas e a todo o tempo precisamos fazer escolhas.

Para se ter uma ideia, o numero de marcas de água mineral aumentaram de 16 para 50 desde o fim dos anos 90. E estamos falando apenas de um dos milhares de produtos que encontramos no mercado. Em um supermercado médio, nos deparamos com um número que varia de 30 a 40 mil itens a nossa disposição.

Todos os dias disputamos um espaço no cérebro das pessoas para que sejamos lembrados. Isso porque todo este excesso de informação, ao qual estamos submetidos, mal conseguimos controlar. Então, para sobrevivermos precisamos simplificar o que queremos ter armazenado e selecionamos aquilo que realmente importa para nós. Ou seja, nosso cérebro precisa de um filtro, de uma pré-seleção para nos dizer qual a melhor escolha diante de tantas opções.

Isso tudo para lhe dizer que você é apenas mais uma opção de escolha no mercado de trabalho. E neste ambiente caótico e de muita informação, você concorre com pessoas mais jovens, mais atraentes, mais competentes e para ser lembrado é preciso ter visibilidade, diferenciais, valores definidos e uma marca pessoal.

Você já se perguntou porque o mercado escolheria você? Qual a diferença que você tem que os outros não tem? Ou ainda, quais adjetivos estão espalhando por aí sobre você?

Existe uma frase de Oscar Wilde no livro “O Retrato de Dorian Gray” que eu gosto muito e diz o seguinte: “Somente os frívolos não julgam pela aparência. O verdadeiro mistério do mundo é visível e não invisível”.

Nossa imagem tem um papel importante na construção de nossa marca pessoal. E é dela que vem os sinais mais fortes de nossa marca.

Se você parar e perceber as pessoas à sua volta, vai observar os sinais que elas emitem sobre quem elas são.

A sua imagem pessoal deve ser estratégica para sua carreira de sucesso, e ela também faz parte do bom gerenciamento de sua marca pessoal.

E você sabe quais são os elementos que envolvem a imagem pessoal?

Imagem é a percepção que o outro tem de nós e para fazermos com que o mercado nos compre, precisamos ter uma imagem coerente com quem somos, com o que fazemos, com a nossa história e os nossos objetivos de vida.
E ela deve ser clara, para atingirmos nosso alvo com maior facilidade.

A sua imagem deve ser sua melhor amiga! É ela que vai facilitar seus primeiros contatos, sabe aqueles impactos que adoramos causar e receber elogios por eles.

Ela pode lhe abrir portas e tornar seu caminho para o sucesso mais curto!

Para se ter uma imagem alinhada com a sua marca é preciso começar cuidando de sua aparência e seu guarda-roupa. Mas antes de mais nada ela precisa estar adequada a quem você é. Leve em consideração alguns pontos. Seu tipo físico, seu estilo de vida, suas preferências pessoais a o nível de formalidade que seu trabalho exige.

Então aqui vem mais uma pergunta:
Você comunica quem você é em tudo que você faz?

A percepção que os outros têm de nós vem principalmente da nossa comunicação não verbal.

Todos os objetos que carregamos conosco precisam transmitir a mesma mensagem. Assim como a forma como você fala, seu comportamento face-a-face, social e virtual e sua linguagem corporal.

Para sua marca pessoal ser ainda mais profissional e deixar claro para a concorrência seu grande diferencial você precisa manter uma consistência de imagem. É importante manter o mesmo padrão de vestimenta e comportamento para seu reconhecimento. Deve ainda ser levado em consideração a identidade corporativa de sua empresa, como é o seu ambiente profissional, quais os seus talentos e habilidades. Sua personalidade e seu estilo de comunicação verbal e não-verbal.

Artigos Relacionados

SXSWedu 2017: Hacks de aprendizagem, uma educação superior digital e boas práticas na produção de vídeos educacionais

Tendências Digitais para considerar em seus projetos de Educação Corporativa Digital para 2017

Realidade Virtual: a experiência imersiva a partir do vídeo 360°

Como empresas aproveitam a tecnologia para redefinir a relação das pessoas com seu desenvolvimento.

A pergunta deixou de ser “preciso ter um projeto de e-learning” para “como fazer um projeto de e-learning”.

A interpretação correta de dados e informações é fundamental ao planejar o futuro e elaborar hipóteses de cenários.

Todos são líderes dentro de sua realidade. A liderança é uma condição que está em cada um de nós.

O que falta para aquelas pessoas esforçadas que colecionam trapalhadas e negociações frustradas?

Qual a diferença que você tem que os outros não tem? Quais adjetivos estão espalhando por aí sobre você?

Transformar ideias embrionárias em “grandes ideias” e fazê-las ser adotadas.

Prêmios colocam UniBB na vanguarda da Educação Corporativa

Metas em qualquer organização são um horizonte que funciona para sinalizar quais são as possibilidades de progressão.

A gestão da carreira é uma decisão individual, e de fato, depende da nossa ação o rumo que daremos na vida profissional.

Por que a Educação a Distância é vista, por parte dos professores que atuam na sala de aula, como uma aprendizagem que não funciona?

Ver mais